terça-feira, 20 de março de 2012

Eu não sou o melhor trader do mundo, definitivamente não. Não sou o cara que mais ganha dinheiro no mercado financeiro e nada me faz crer que estou próximo disso. Eu sou o cara que TENTA não ter perconceitos, na vida e no mercado. Digo que tento porque acredito que nós todos temos que lutar contra nossos instintos para não ter preconceitos. Não me refiro a cor de pele, nacionalidade, opção sexual, nada disso. Esse tipo de preconceito me parece absurdo, nem cabe discutir. Me refiro ao preconceito a cerca das atitudes dos outros, porque é natural acreditarmos que nós fariámos tudo melhor, que certa atitude está equivocada e isso, ao meu ver, é preconceito. Criticar a maneira de alguém atuar no mercado financeiro sem conhecer a fundo o método do investidor é preconceito, e eu diria que beira a prepotência. Alguns vão dizer "eu sei que análise técnica não funciona, não importa, isso é furado" ok, mas você sabe exatamente tudo da análise técnica? Já testou todas as ferramentas, postulados e etc? Se não fez isso, e acredito que ninguém tenha feito, não acho oportuno as críticas ferrenhas. O debate e as opiniões divergentes fazem as pessoas crescerem, as mentes fechadas e irredutíveis acrescentam muito pouco e não ampliam sua visão. Eu gostaria que as pessoas deixassem de se preocupar com os rótulos e passassem a entender que no mercado financeiro, e na vida, as possibilidades são infinitas. Nós devíamos nos deixar surpreender mais, devíamos abrir a mente. O conhecimento, a experiência, a inovação e todo resto que envolve o mercado financeiro é amplo demais para que eu me considere dono da verdade, e é amplo demais para que você se considere como tal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário