sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Operações de HEDGE com Índice Futuro

Dando sequência a "série" de postagens que tem o objetivo de explicar um pouco sobre diferentes formas de atuar no mercado de ações vou falar hoje um pouco sobre as operações de HEDGE com índice futuro.

O que é HEDGE?

Em finanças, definimos hedge (cobertura em português) como o instrumento que visa proteger operações financeiras contra o risco de grandes variações de preço de determinado ativo.

Características:

• Tratam-se de operações cujo objetivo é a PROTEÇÃO de determinada posição

• É Preciso que seja mensurável uma CORRELAÇÃO entre o ativo que operamos e o ativo ou derivativo que será utilizado para o Hedge utiliza-se normalmente o BETA para mensurar essa correlação

• O Hedge com índice futuro existe para minimizar e diluir riscos mas não os elimina completamente

• Da mesma forma que a proteção reduz os riscos reduz também o potencial de retorno

 Para estruturar operações de HEDGE com Índice futuro é preciso conhecer o BETA das ações

 O Beta é um medidor de risco dos papéis

 Representa a sensibilidade das ações em relação as movimentações do índice Bovespa em determinado período

 Quanto maior o peso de determinado ativo no índice Bovespa maior a probabilidade de encontrarmos um Beta próximo de 1

 O Hedge é indicado para otimizar carteiras de longo prazo

 É através do Beta que se identifica as ações com diferentes níveis de volatilidade

O BETA:

 O IBOV tem Beta = 1 pois é o índice de referência

 O Beta das ações pode ser interpretado da seguinte forma:

β=1 Ativo médio.
ØSua variação tende a acompanhar perfeitamente o mercado. Quando o IBOV valoriza X% o ativo valoriza, em média, na mesma proporção

β<1 Ativo defensivo.
ØPossui oscilações inferiores ao mercado e no mesmo sentido. Quando o IBOV valoriza X%, o ativo tende a valorizar menos do que X%.

β>1 Ativo agressivo.
ØPossui oscilações maiores do que o mercado e no mesmo sentido. Uma ação com β=2,0 tende a valorizar/desvalorizar o dobro do Benchmark (IBOV)

 O Beta é calculado através da seguinte fórmula:


 Quanto maior a base de dados mais acertivo é o Beta

 Utiliza-se o Índice Futuro como instrumento de Hedge porque ele é o Derivativo que tem como ativo objeto o IBOV, ou seja, tem β=1

 Buscamos operações de Hedge para proteger ativos/carteiras com Beta próximo de 1

Estruturando uma Operação de Hedge:

 A operação de Hedge se beneficia da alavancagem natural e da possibilidade de atuar na ponta vendedora do índice futuro sem a necessidade de nenhum aluguel

 O Hedge clássico consiste na VENDA de contratos de índice ou mini índice para proteger uma posição comprada em ações

 A premissa básica por trás dessa operação é a possibilidade de minimizar os prejuízos em um movimento de queda das ações

 Como o objetivo é se proteger da queda é preciso utilizar uma estratégia de identificação de uma tendência de baixa no Índice futuro

 Ao se confirmar a tendência de queda é feita a venda do índice futuro para se proteger de uma provável queda na carteira


 Os RASTREADORES de tendência como MÉDIAS MÓVEIS e HILO são os principais indicadores a serem utilizados na estruturação de um Hedge

  O Hedge é encerrado quando a tendência de baixa deixa de existir

Quantos Contratos Operar?

No contrato cheio cada ponto representa R$1,00 e só podem ser negociados em múltiplos de cinco contratos. Ou seja: se o índice futuro estiver cotado a 60.000 pontos, o investidor vai negociar R$1,00 x 60.000 x 5 contratos = R$300.000,00

No mini contrato cada ponto equivale a R$0,20 e podem ser negociados em qualquer múltiplo inteiro. Ou seja: se estiver cotado a 60.000 pontos, o investidor vai negociar R$0,20 x 60.000 x 1 mini contrato = R$12.000,00 no mínimo. Portanto a partir de um valor de carteira de R$12.000 já poderíamos fazer hedge balanceado.

Exemplo: para travar a queda em uma carteira de R$60 mil, se a cotação no momento da que se inicia o hedge fosse 60.000 pontos, o cálculo a ser feito é o seguinte:

Número mini contratos = R$60.000,00 / (60.000 * R$0,20) = 5 mini contratos



Exemplo de Estratégia de Hedge:

ØTemos um sinal quando o HILO (5 exp) no gráfico diário vira para venda
ØInicia-se o Hedge no rompimento da mínima do Candle que vira o HI-LO para o campo negativo
 A posição é encerrada no fechamento do dia que vira o HILO para compra



Espero que essa Postagem tenha deixado um pouco mais claro o conceito de Hedge com índice futuro para os visitantes do Blog! Eu indico o Blog "Treidar Pra Que?" http://treidarpraque.blogspot.com.br/ para todos que quiserem conferir como atua um Hedger clássico!

Agradeço que puder dar um feedback sobre o conteúdo da postagem nos comentários.

Compartilhe com os amigos, siga o Blog!

Abraços à todos!

8 comentários:

  1. Era o que eu estava procurando. Parabéns Pedro Stancati.

    Alan Ricardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alan, obrigado pela visita ao Blog e pelo comentário! Fico feliz que tenha ajudado, esse é justamente o objetivo! Um abraço

      Excluir
  2. Obrigado, Irina! Continue acompanhando o Blog!

    ResponderExcluir
  3. Parabens pela clareza tecnica do conteudo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço. o elogio e a visita ao Blog, Shogun! Abs

      Excluir
  4. Mas, e se o indice subir mais, ao inves de cair -- terei de vender os contratos mesmo assim? Nao terei prejuizo em algum cenario? Me parece que esse hedge também traz riscos...

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde Stancati. O blog do Treidar Pra Que agora é fechado. Onde posso aprender mais sobre setups de hedge para mini índice. Obrigado!

    ResponderExcluir